* Manipulação dos gametas no laboratório

 

Fertilização in vitro convencional e ICSI - Injeção Intra-citoplasmática do Espermatozóide no Óvulo

Na FIV convencional, os óvulos e espermatozóides são colocados em contato em uma placa de cultura. Os óvulos permanecem numa placa de Petri com meio de cultura até o momento da inseminação com os espermatozóides, que normalmente ocorre quatro horas após a coleta dos óvulos.

Na Injeção Intra-Citoplasmática do Espermatozóide no Óvulo, como o próprio nome diz, o espermatozóide é injetado dentro do óvulo, aproximadamente 6 horas após a coleta dos óvulos.


Tanto na FIV convencional quanto na ICSI, todas as estapas do processo são realizadas com rigorosa assepsia, no interior de um laboratório que filtra o ar e remove qualquer tipo de impureza. Todo o ar do laboratório é tratado recebendo certificação classe 100, semelhante à indústria farmacêutica.

Desenvolvimento evolutivo de um zigoto após a fecundação pela técnica de FIV

Após a FIV, os óvulos são transferidos para uma incubadora, que oferece as condições ideais para o desenvolvimento dos embriões nos primeiros dias de vida. Cerca de 18 horas após a FIV, verifica-se se houve fecundação, com a formação dos pró-núcleos de origem materna e paterna. Nesta fase, o embrião recebe o nome de zigoto. Durante os próximos dias, acompanharemos o desenvolvimento dos embriões, assegurando que estejam recebendo todos os nutrientes necessários para o seu crescimento.

 

Atualizado Agosto 2014


Androfert - Centro de Referência para Reprodução Masculina - Todos os Direiros Reservados