Como o Sêmen é Armazenado?

 

Para que o sêmen possa ficar armazenado por tempo indeterminado, ele deve ser congelado. O congelamento de sêmen é realizado pela técnica de vapor de nitrogênio líquido. Este processo é denominado criopreservação, pois envolve o uso de temperaturas extremamente baixas. Cada amostra de sêmen é cuidadosamente identificada, assegurando a precisão e confiabilidade. Uma pequena alíquota da amostra é retirada antes do congelamento para que seja efetuada uma análise completa do sêmen. O restante é diluído com um diluente protetor, que contém antibióticos, tampões, glicerol e gema de ovo. Após a diluição, o sêmen é resfriado gradativamente até 100°C negativos e, finalmente, estocado em nitrogênio líquido a 196°C negativos. Entre 24 e 48 horas depois do congelamento, uma pequena porção do sêmen é descongelada para a verificar a qualidade e o percentual de sobrevivência dos espermatozóides. Isto é importante para avaliar qual o tipo de técnica de reprodução assistida a ser utilizada com o sêmen criopreservado.

 

Cerca de 25-50% de espermatozóides não sobrevivem ao processo de criopreservação. Várias técnicas têm sido estudadas para diminuir este percentual. Dois estudos por nós realizados, um deles utilizando uma substância crioprotetora adicional, chamada pentoxifilina, e outro selecionando os melhores espermatozóides antes do congelamento, pela técnica de "Swim-up", mostraram-se eficazes para aumentar o potencial fértil do sêmen congelado.


Androfert - Centro de Referência para Reprodução Masculina - Todos os Direiros Reservados